Ir para o Conteúdo

Newsboard


Posts from 2018 / August    Return to all Posts

Letter from the heart

por Vohs - US/Denver - 31-Aug-2018

"Sensei Jorge Kishikawa
Niten Institute

Our Golden Moment yesterday was about patience. It reminded me of something I`ve meant to do for a few months now.

When Senpai Thomas first recommended that we write a "letter from the heart", I resisted. As a severe introvert with a few months of training, what could I say that would be meaningful?

I was impressed by Senpai Kenzo of course. He was b and graceful, confident and direct.

Sensei, when you came to visit I was even more impressed. The students who came with you were many, capable, and confident. The training was (just the right level of) challenging and helpful. The demonstrations of keiko and weapons skills were exciting, wonderful, enlightening, and inspirational. I was grateful for your time and attention.

Honestly though, having studied with some exceptional humans in my life, I expected no less. Your leadership, skill, and grace were remarkable, but a few hours is not enough time to really get to know someone. Still, this experience confirmed that I was in the right place. I want to learn as much from you as I can.

The second time Senpai Thomas requested feedback, I was slightly embarrassed that I had not responded the first time. But still, I struggled to find the words to express myself and my commitment. What could I possibly say that you haven`t heard before?

(...)



Continues (complete post)

Golden Moments - PRACTICE

por Niten - Internacional - 22-Aug-2018

Tags: GoldenMoments,

Nagasaki

por Café com o Sensei - 09-Aug-2018

09 de agosto de 1945. Exatamente neste mesmo horário em que trasncrevo estas 
linhas, às 11:02, explodiu a bomba Fat Man sobre a cidade portuária 
de Nagasaki.
Alguns dias depois o Japão se rendia às forças aliadas e assim se encerrou uma das páginas mais longas de sofrimento na história do povo japonês.
 
Desde então, discussões sobre a culpa dos generais japoneses da guerra, discussões sobre o rearmamento, sobre lembrar ou não as vítimas da guerra, e até cantar ou não o Hino Nacional nas escolas, surgem de tempos em tempos.
 
Mas a verdade é que após 73 anos, somente quem teve sua casa cruelmente bombardeada, conhece a verdadeira dimensão da dor e da tragédia de uma guerra.
 
Os samurais já diziam que é preciso nos preparar para evitar a guerra...
 
Façamos um minuto de silêncio.
 
- Mokuto...
 
*Mokuto = reflexão silenciosa em memória às vitimas de uma catástrofe



"A destruição de múltiplas vidas 

Escrevo este texto agora de noite. Já fazem algumas horas desde o terror que ocorreu em 1945 no Japão em Hiroshima. Está sendo difícil escrever, minhas mãos estam tremulas diante de tanto horror que estou recordando do museu da Bomba Atômica em Hiroshima. Me lembro do vestido, da bicicleta, do policial, e até da menina que nasceu depois do incidente e morreu alguns anos depois de leucemia por causa da radiação. Todos eles, elas, plantas animais e sinais de vida que desapareceram, merecem ser lembrados, vou relembrar agora como uma meditação em prol a tudo isso.
 
Havia uma mulher que estava tendo seu dia cuidando de casa, provavelmente pensando: Quando essa guerra vai acabar? Onde está o meu amado marido? Na Manchúria, na China, ninguém sabe… 
Eis que uma luz rasga o céu. O sol foi coberto pela luz. E essa luz queimou toda a pele da jovem. Como seria possível? Deus me castigou por pensar no meu marido? E aí um vento quente e forte se espalha destruindo janelas e paredes enormes como se fosse o portal do inferno se abrindo, cacos de vidro caíram e se fincaram nela como chicotes ou chuvas de fogo. Ou é coisa do demo que apareceu para nos arruinar? 
Hoje a única coisa que restou dela foi o seu vestido que estava usando no trágico dia. Havia manchas de sangue na lateral e nas costas.
Ela morreu alguns dias depois da bomba cair.
“Foi Deus ou o Diabo quem me levou? Foi a luz do divino, ou o vento diabólico que me derrubou?”
 
Não muito longe havia um menino que ganhou um presente de seu pai. Era uma bicicleta, era um presente para expressar amor do pai pelo pequeno menino de três anos. O pai estava dentro de casa, o menino amando o presente de coração de seu pai. Mesmo com a Guerra ainda existe uma relação pai e filho, que bom…Talvez assim pensava o pai. 
Um avião sobrevoa e alguns segundos depois uma forte luz se fez. O que é isso?! 
Logo em seguida o vento quente e devastador arremessa o menino e o mata. 
O pai sobreviveu mas o menino morreu a única coisa que restou naquele dia foi a bicicleta, o pai pegou a bicicleta e a guardou como todo pai guarda os brinquedos de seus bebês antes de levá-los à cama, mas dessa vez não havia mais o amor entre os dois, só um amor que foi brutalmente separado por uma luz e um vento, assim como uma folha de outono é arrancada da árvore e levada para longe.
 
Em serviço, atento, sob pressão e é claro, vivendo uma guerra numa cidade que muito conhecia, um policial vigilante e pronto para qualquer coisa. Ouviu discursos sobre o poder de sua nação regida por um imperador que era um Deus que os regia com toda sabedoria divina e que por isso não haveria chances de descansar pois estavam servindo a Deus.
Como se fosse uma missão surpresa a bomba caiu.
Uma luz!
Um vento….
Destruição…
Seria seu imperador um Deus quem fez isso a ele?
E sua mulher que fim teve?
Ele saberia mais tarde que ela morreu.
Sem entender direito viu pessoas procurando familiares e vizinhos, reuniu alguns para ajudá-lo na contagem de mortos, desaparecidos e vivos. Seria isso o mais certo a fazer? Depois de tanto sofrer sem saber o destino da esposa e todo ferido, mas olhou ao redor e viu que muitos passavam pelo mesmo ou pior, então resolveu ajudá-los.
Em sua tarefa tinha que anotar nomes dos desaparecidos e mortos, anotar o nome de seus amigos que nunca mais veria, anotar os nomes dos vizinhos que morreram.
 
Depois de toda confusão, brotos de esperança nascem, uma menina nasceu depois da tragédia, trazendo a esperança de um futuro próspero. 
Toda a sua infância foi maravilhosa, era bonita querida, de boa família era uma flor!
Eis que uma leucemia a enfermou, a causa da leucemia, radiação. Toda aquela alegria que a pequena trouxe se transformava na memória do passado tenebroso de alguns anos. A morte era certa. E aconteceu quando tinha nove anos de idade apenas.
O que é mais terrível? 
Uma coisa imediata que de repente te leva tudo?
Ou uma esperança que se transformou em tragédia causando um sofrimento lento?
 
Agora é noite, fazem setenta e três anos do acontecimento, me imagino numa noite daquela data.
As estrelas estão escuras, as árvores assombradas, onde havia objetos que desapareceram só restaram a sombra deles.
 
Vejo cada figura, uma mulher ferida, um pai enterrando seu filho, um agente persistente quase morto pensando no próximo e uma criança que tentou trazer esperança mas não conseguiu.
 
O que espero, é que todos reconheçam que o que a setenta e três anos atrás ocorreu ainda pode ocorrer hoje.

Não há maior sofrimento."

Yoshimitsu 




Yoshimitsu - Treinando em Dojo no Japão
 

1 Minuto de Mokuto

por Café com Sensei - 06-Aug-2018

Hoje, 06 de Agosto, dia de lembrar a bomba de Hiroshima.
Peço a vocês, 1 minuto de Mokuto, 1 minuto de silêncio e reflexão sobre o assunto.
Arigatou

*Mokuto - Silêncio





O menino evaporou enquanto brincava no triciclo












 

Gashuku with Senpai Kenzo - Seek Perfection

por Caleb - US/Denver - 02-Aug-2018



Kenzo Senpai had Thomas Senpai and I practice various techniques, on all of them Kenzo Senpai pointed out minor errors in my form. Agh... A wave of frustration hit me after hearing of my mistakes. However, this was replaced by acceptance, determination, and a hint of joy because I now understood some finer details. I thought to myself, "I must train harder, I must seek perfection". Later we moved onto Keiko and it was here I had a good opportunity to focus on Kenzo Senpai´s advice. Even more I could notice the errors in my way but knowing the problem is the start of fixing it.



It was most enjoyable to watch Kenzo Senpai spar with Thomas Senpai, there I could see well executed techniques and proper form. Kenzo Senpai was constantly changing his stance and weapons, peaking my interest to train harder. To have so many options in combat is when things will get truly exciting.

Just speaking casually with such an experienced Senpai helped me to undertand him better and to appreciate his many years of training.

Arigatou Gozaimashita
Caleb - Denver




Return to last Posts


    topo

    Niten Institute International
    +55 11 94294-8956
    contact@niten.org