Ir para o Conteúdo

Newsboard


Lançamento do Projeto NITEN VIRTUDES

por Niten - Niten - 17-Apr-2011

Projeto Niten Virtudes, o projeto Social do Instituto Niten será lançado dia 24 de Abril de 2011, Dia do Samurai em Guarulhos, Fortaleza e Friburgo na região Serrana do Rio.
Abaixo o Cartaz de Guarulhos!



comments   1 of 1

larissa - Que maravilha essa iniciativa!
Há braços (Continues)

Coordenador Brandolin realizando Kata

por Brandolin - SP/São Carlos - 12-Apr-2011


Guerreiro da pena e da espada

por Valberto - DF/Taguatinga - 05-Apr-2011

Um dos meus grandes prazeres foi, e sempre será, escrever. Eu adoro como as palavras surgem como mágica na minha frente, formando frases e encadeando idéias, desvendando aquilo que de alguma forma já estava na minha cabeça. Sim, escrever é um prazer, mas acima de tudo é algo que faz parte da minha personalidade.

Mas acabou que até pouco tempo atrás era apenas um “teórico das letras”. Um guerreiro que lutava com a pena, mas que apenas sonhava em
lutar com a espada. Mas isso mudou e hoje eu posso dizer que escrevo diferente. Escrevo o meu caminho. Eu desejo o meu caminho e luto para
que aquilo que eu escrevo na minha mente vire realidade. Minhas armas são a coragem, a humildade, a força e o desejo de aprender. Hoje eu
tenho uma nova espada. Ela foi um presente especial de todos os meus senpais aqui de Brasília e especialmente do Sensei que ainda não tive
a honra de conhecer pessoalmente, mas cujas palavras tocaram-me profundamente. Esta espada nova não pode ser pendurada ou esquecida
num armário e enquanto eu puder ler e escrever, enquanto eu puder sentir e sonhar, enquanto eu tiver forças para realizar os meus
sonhos, o seu fio jamais perderá o corte. Esta espada é a minha alma. Afie sua alma, carregue-a com orgulho, avance sem medo e deixe que os
problemas saiam do seu caminho. Seja um rinoceronte que não para por nada, seja um espadachim, seja um filósofo da espada, enfim, seja. Siga seu sonho. E depois, se puder, escreva o que viveu...

comments   2 of 2

Carlos - Brasília-DFDomo arigato Valberto pela maestria com que conseguiu expressar com poucas mas afiadas palavras o verdadeiro pensamento de um guerreiro. (Continues)

Igor - BrasíliaDomo arigatou gozaimasu e omedetou gozaimasu pelas palavras, Valberto.
Em frente no Caminho, sempre mantendo o fio da alma como o da katana! (Continues)

Olá amigos!

por Silva - PE/Recife - 29-Mar-2011

Recente mudei-me para Recife (Quente!).

Venho da cidade de São Paulo, e lá trabalhava na sede geral do Niten.

Em São Paulo eu tive a sorte de treinar e conviver diariamente com nosso Sensei Jorge Kishikawa, e também com os senpais (veteranos) do Niten.

Estabeleci-me aqui em Recife para ajudar no desenvolvimento dos treinos em Recife e região.

Coordenador Silva

Coordenador Silva realizando Kata

 

Relato Fonseca

por Fonseca - MG/Belo Horizonte - 18-Mar-2011

No mês de fevereiro/2011, tive a oportunidade de participar de um Shugyo junto ao Niten em São Paulo. Em que pese fosse a segunda vez que seguia para o treinamento, não me iludi em acreditar que a experiência seria previsível: somos outros e diferentes, eu e o Niten, em relação ao Shugyo realizado em junho/2009.

Assim como da primeira vez, acredito que um ciclo se encerrava para mim no Dojo e um novo se iniciava, sendo o treinamento intensivo a forma encontrada para marcar esse acontecimento. O espírito era o mesmo daquele que inspirou a fênix mitológica: despir-se do que já é velho e desgastado para permitir a renovação, o nascimento do novo.

A experiência, logo de início, já apresentou uma diferença crucial. Enquanto da primeira vez permaneci como único Shugyo da ADM, desta vez compatilhei os treinos com outros colegas. Aprendi sobre a força e importância dessa união, como corolário da Compaixão que deve nortear a vida do Samurai, pelo que sou grato a todos os envolvidos.

Também fui desafiado com o desconhecido. Seja nas missões externas, em lugares nunca visitados da cidade, seja nas internas, envolvendo trabalhos com os quais não tinha experiência (notoriamente a carpintaria), a insegurança de lidar com o desconhecido esteve por diversas vezes presente. Sair da esfera de conforto e expandir os horizontes são conceitos chaves para permitir a renovação, e o sucesso nessas empreitadas era acompanhado de um sentimento de realização pessoal sem igual.

Os treinos diários testavam os limites do corpo e a energia. O Bogu sequer tinha tempo para secar. Mais do que isso, entretanto, os limites do espírito eram muito mais graves e difíceis de superar. As frustrações, a incapacidade de alcançar os objetivos, o sentimento de impotência, todos se acumularam para me derrubar e quase tiveram sucesso. Felizmente, através das lições dos Senpais, consegui recuperar o foco e começar a compreender o que se esperava de mim, deixando o que era inútil de lado.

Por fim, a convivência com todos, os treinamentos com o Sensei, a culinária do Senpai Fugita, as cobranças do Senpai Wenzel, a energia dos Senpais Gilberto, Adeval e Silva, o companheirismo do Senpai Brandolin, todos trouxeram lições e lembranças queridas que já contribuem para trilhar o Caminho. Ao me despedir, entretanto, vieram as palavras do Sensei que mais me marcaram: eu não era um convidado na casa do Niten, o Niten já é a minha casa.

Domo Arigato Gozaimashita Sensei, por fazer no Niten o meu segundo lar

Fonseca - unidade Belo Horizonte

comments   1 of 1

Santos - GoiâniaKonnichiwa, senpai Fonseca! Domo arigato gozaimashita pelas palavras! Foi uma honra tê-lo conhecido e recebido algumas orientações suas no primeiro dia do meu primeiro shugyo, que sinto que também me renovou como uma fênix. Agora ao ler este seu relato, l (Continues)

Lição de Paciência e Educação dada pelas Vítimas no Japão

por Niten - Internacional - 15-Mar-2011

Reportagem publicada no jornal O Globo (ver link da matéria), no caderno Mundo, em 15/03/2011 às 00h37m., enviada a nós por um aluno.



Por: Cláudia Sarmento

SENDAI, Japão - Num abrigo improvisado tomado por famílias japonesas com crianças pequenas, todos vivendo o que consideram ser os momentos mais difíceis de suas vidas, a mãe de duas meninas faz uma reverência para a jornalista estrangeira que a aborda e responde gentilmente: "Sim, posso dar entrevista. Muito prazer em conhecê-la". A moça conta sua história - seu prédio está ameaçado de desabamento, e ela não pode voltar - com um semblante cansado, mas de um jeito contido. Está sem perspectivas, mas não pede ajuda de quem ainda tem água, comida e combustível - três itens que valem ouro no nordeste do Japão - nem diz palavras que possam soar como um protesto contra as autoridades ou um lamento contra seu destino. Os japoneses estão sofrendo muito, a situação é dramática em algumas áreas, mas é impressionante a maneira ordeira como se comportam no pior dos momentos.

Em dois dias, o GLOBO percorreu 1.200 quilômetros de carro pelo interior do país, saindo de Tóquio em direção a Sendai. Filas em postos de gasolina, supermercados e lojas de conveniência são agora a principal paisagem da província de Miyagi, que contabiliza o maior número de mortos. Mas são exatamente isso: filas, e não tumultos. É uma sociedade acostumada a seguir regras, mesmo quando o que mais temem - imprevistos - acontece. Há engarrafamentos em alguns pontos das estradas, mas tentar escapar pelo acostamento, por exemplo, é uma cena impensável.

Gente que já não tem para onde voltar espera nos abrigos improvisados as próximas ordens - em silêncio. Alguns compartilham suas experiências, mas nada tem a marca do exagero. Falam baixo e pausadamente, sem atropelos. É uma das muitas regras do rígido e organizado país que, não se pode esquecer, é um arquipélago: o coletivo é mais importante do que o individual, e não se destacar - ser igual - é uma virtude. É uma filosofia que custa caro para quem quer exatamente o oposto - ser diferente - mas em momentos como este, de tragédia nacional, o resultado é exemplar.

Depois de conversar com a mãe das meninas, uma faxineira que ajudara a salvar os vizinhos de seu apartamento, arrombando uma porta de emergência que travara após o terremoto, a equipe de reportagem do GLOBO deixa o abrigo e tenta avançar em direção ao litoral. No meio do caminho, um problema é constatado: a carteira com cartões de crédito e mais de US$ 700 ficara para trás, num momento de desatenção. Os japoneses gostam de receber o cartão de visita das pessoas com quem falam e, na pressa para vasculhar a bolsa em busca dessa identificação, provavelmente a carteira caíra. A primeira reação de uma brasileira é dizer que nem adiantava voltar, era melhor cancelar os cartões e dar o dinheiro como perdido. O japonês que dirigia o carro do GLOBO, o fotógrafo Suzuki Kantaro, se espantou e avisou:

- Vamos voltar e a carteira estará lá. Não existe outra possibilidade.

Voltamos. E a carteira estava lá. Havia sido achada e entregue, intacta, para os funcionários da escola transformada em abrigo, um lugar onde as pessoas já não têm quase nada, mas davam mais uma tremenda lição de dignidade e correção.



Tags: Japao,
comments   3 of 3

Antonio Carlos T Lima - Uma única palavra para resumir a história da carteira perdida:
BUSHIDO. (Continues)

Pinheiro - ManausRealmente e uma educação e costume muito diferente do ocidental, quem sabe um dia seremos assim, torço para caminharmos para esse sentido do Caminho, pessoas corretas existem, poucas mas existem.

(Continues)

Midori - yamanashiTomara que essas noticias sirvam para abrir os olhos do pessoal! (Continues)

O Samurai contra o demônio das sombras

por adm - blog - 23-Feb-2011

comments   1 of 1

Cristian - Buenos AiresMuy bueno! Refleja muy bien la lucha que todos tenemos contra nuestros demonios internos y como aflora nuestra escencia cuando los vencemos. (Continues)

Um Novo Começo

por A. F. Gutman - blog - 27-Jan-2011

     Eu recentemente comecei a treinar kenjutsu e obtive uma grande descoberta. Uma verdade absoluta e incontestável se revelou para mim. Os antigos gregos chamavam estes momentos de epifânia. Nestes momentos descobrimos uma verdade que estava encoberta e quando se revela, modifica as nossas vidas para sempre. Eu experimentei tal reveleção nos meus primeiros treinos no instituto Niten. Quando eu visitei o dojo pela primeira vez pressenti que tinha encontrado um lugar onde seria bem-vindo e que a verdade que tanto procurava iria encontrar.
     Neste lugar, eu encontrei pessoas dedicadas desde o momento que chegam ao dojo a desenvolverem-se tanto fisicamente, quanto espiritualmente. Há uma verdadeira conexão entre o antigo estilo com as vezes do mundo moderno. Uma verdadeira sinergia entre as antigas técnicas dos samurais com pessoas das mais variadas matizes e pensamentos. É algo, de fato, extraordinário.
     Eu vi pessoas que não se importam se são mais fortes, mais altas, mais magras ou o que seja em relação aos outros. Todos são cortezes, amigáveis, instruídos e de grande sabedoria. Enfim, um lugar de paz.
     Eu, então, obtive a minha revelação: a verdadeira paz vem de dentro e não de fora. Ela vem de uma disciplina constante, uma mente focada e um espírito perseverante. Tudo isso eu obtive em poucos treinos no instituto Niten. O destino não pode ser mudado, mas todo homem podem fazer o que puder para se aperfeiçoar até o momento em que ele se revelar. Após tanto tempo, eu posso dizer que encontrei o meu lar.


Dai Ichi Kihon

por Danilo-adm - Niten - 17-Dec-2010

comments   2 of 2

Santos - GoiâniaEsse é um katá que me fascina por sua complexidade, pelo aprimoramento que nos proporciona desde a primeira vez que o praticamos e também por sua beleza. Domo arigato gozaimashita, sensei! (Continues)

Simonassi - Vitória-ESOmedetou a essas jovens samurais. Dá para ver a energia emanando dos golpes!
E o olhar no útimo Kamae?
não lembra um pouco o ``lanius excubitor`` de Musashi sensei? (Continues)

Gashuko

por Otávio - blog - 14-Dec-2010

Hi mina san!
 
Hoje, segunda-feira, e estou aqui com o corpo dolorido, andando todo torto, mas extremamente satisfeito! Principalmente porque durante o ano de 2010 tive um freqüência bem menor nos treinos, devido ao nascimento de minha filha, no final de 2009. A partir da metade deste ano fui retomando os treinos. Termino 2010 com a sensação de retomada e de realização, coroando a retomada com a participação no Gashuko.
 
Meu Gashuko começou as 04:00 am de sábado, horario que fomos eu e o Sempai Patrick para o Aeroporto. Chegamos em São Paulo no horário, e tivemos tempo somente de colocar o Kimono e o Hakama e irmos para o treino! Kenjutsu, com direto a Keiko com o Sensei! Foi a minha primeira vez lutando com o Sensei. Claro que perdi o Keiko, mas isso na verdade significa que ganhei e muito! Um dos golpes que levei do Sensei, um Soete Kote, o qual a espada do Sensei tocou suavemente mas com uma firmeza que imobilizou meu braço... o que falar... agora é tentar entender tudo!
 
Depois do treino subimos a serra, e já na APM pudemos assistimos a um áudio-visual sobre um mestre da culinária tradicional japonesa. Um presente do Sensei, muito material para reflexão, muitas lições sobre o caminho.
 
Tivemos ainda os talentos do Niten, com uma apresentação de Opera cantada a capela que com certeza emocionou a todos! Tivemos ainda um segunda parte, só para os alunos e discípulos, com o Sensei, tudo muito bom! o que posso dizer! Uma charutada com o Sensei é sempre um prazer e uma honra! Somente quem teve a honra de participar sabe o que estou falando!
 
No domingo  o sol resolveu mostrar toda sua força! Participei de todos os treinos, apesar do sol parecer querer nos derreter! No periodo da tarde então tive um dos treinos que mais ansiava neste Gashuko, o treino de BO, o bastão longo! Para mim, que treino somente Ken e Iai, esta arma é completamente diferente, e deu para perceber que é bastante poderosa! Espero continuar no treinamento firme esta nova modalidade!
 
Voltamos para Brasilia, eu e o Sempai Patrick, chegando por volta das 22:00 do domingo, eu completamente cansado, mas com uma imensa satisfação com tudo o que aconteceu lá. Muitas não cabem num e-mail ou papel, outras não convém coloca-las aqui, o que posso dizer a respeito disso é:
 
    Vá a um Gashuko, treine forte, conviva com o Sensei, os Coordenadores, Sempais, Kohais, aprenda os Katas do Bushido, e os pratique!
     
Só assim você aproveita intensamente o que há de melhor, e cresce um pouco mais no caminho.
 
Domo arigato Sensei, pelo Keiko, pelos ensinamentos e pela convivência que pude desfrutar neste Gashuko
Domo arigato Sempai Ricardo e Sempai Patrick, por nos levar todos os conhecimentos transmitidos pelo Sensei, com garra e dedicação!
Domo arigato a todos Sempais e colegas de treino, pelo convívio alegre e descontraido durante o Gashuko, e sempre dentro dos katas do Bushido!
 
Termino desejando a todos ótimas festas e um ótimo 2011 (ano do coelho - Usagui) para todos, com muitas realizações e treinos firmes!
 
Sayonara
 
Otávio
Unidade Brasília

comments   1 of 1

Furtado - Taguatinga - DFOmedeto Senpai Otávio,

Tenho certeza que foi um ótimo gashuku porque as suas palavras deixam isso bem claro. (Continues)

Talentos do Niten no Gashuko !

por Fujita - Niten - 01-Nov-2010


 

Mina-san,

Chegou aquele momento do ano! Hora de mostrar quem você é fora do dojo, apresentando ao colegas algo que você goste de fazer. Pode ser qualquer coisa. Qualquer coisa mesmo! Poesia, literatura, enologia, música, pintura, pilotagem de auto modelos, teatro (junte os colegas!), dança, enfim... de tudo! O que vale é mostrar aos colegas um pouco de você, não precisa ser uma apresentação fantástica e perfeita, nem deve. O importante é participar! Vamos treinar muito nesse fim de ano e nos divertir muito na noite do último gashuku do ano! Gambate kudasai !

No japão com o Sensei 12 - Treinamento das crianças

por Café com Sensei - Niten - 14-Oct-2010

"Okagesama, tengo la oportunidad de dar clases para el Kir Joven en la Argentina, ya van casi 2 años de esto,tambien estan Gaston Tedesco y Ariel Parachin, que ayudan. Es un gran desafio para uno mismo entrenar jovenes, los primeros dias, no sabia como hacer, despues pense, O Sensei dice que lo simple es mejor, entonces recorde como O sensei da aula y mi entrenamiento al principio, asi comenzo la forma simple,mostra y dejar hacer,con las palabras justas,ni muchas,ni tan pocas, con rectitud ya que los jovenes aprenden lo que juegan...
En Japon pude ver una clase con jovenes de edades entre 5 a 12 años, todos con bogu, sus padres invirtieron en este tipo de educacion, no en videojuegos, television o futbol, invirtieron para toda la vida, seguro tiene los mismos prblemas economicos que otros paises, pero cuando escucho hablar de que algo es muy caro, en verdad tendriamos que pensar que valor tiene, esto jovenes Japonese van usar los bogus para cambiar su vida, la de sus padres, las de sus maestros y las de sus compañeros, son el futuro,sus madres estaban mirando, asi como algunos padres tambien, los dos sensei daban clase para ellos, lucharon, se cansaron y tambien rieron.
O Sensei dijo, que en Brasil, allan el aula de kir joven, la forma mas dificil de dar.Ya que hay que buscar la manera de que los jovenes no se aburran, al mismo tiempo aprendan, respeten y puedan llevar nuevas guias para sus vidas.
Domo arigato gozaimashita Sensei por la experiencia."


(Graças a Deus tenho a oportunidade de dar aulas para o Kir Jovem na Argentina, já são quase 2 anos, também estão Gaston Tedesco e Ariel Parachin que me ajudam. É um grande desafio treinar jovens, os primeiros dias não sabia como fazer, depois pensei. O Sensei disse que o simples é melhor, então recordei como o Sensei da aula no meu treinamento no inicio, assim ele começa de uma forma simples, demonstra e nos deixa fazer, com as palavras certas, nem muitas nem tão poucas, com retidão já que os jovens aprendem pelo que julgam.
No Japão, pude ver uma aula com jovens de idades entre 5 a 12 anos, todos com Bogu*, cujos pais investiram neste tipo de educacão, não em videogames, televisão ou futebol, investiram para toda a vida, é certo que tenham os mesmos problemas econômicos que os outros paises, mas quando escuto falar de que algo é muito caro, na verdade teríamos que pensar que valor possuem, estes jovens japoneses vão usar os Bogus para mudar as suas vidas, a de seus pais, de seus mestres e de seus companheiros, são o futuro, suas mães estavam assistindo assim como alguns pais também, os do Sensei davam aula para eles, lutaram, se cansaram e também alegraram.
O Sensei disse que no Brasil, acha a aula de Kir Jovem a mais difícil de se conduzir. Já que tem que se buscar a maneira que os jovens não se enfastiem e que ao mesmo tempo aprendam, respeitem e possam levar novas orientações para as suas vidas.
Muito obrigado Sensei pela experiência.)

 

*Bogu = Equipamentos de proteção.


Eles mudam as nossas vidas

Os Samurais - History Channel - Sexta 01/10/2010

por César - SP/Guarulhos - 29-Sep-2010

Ohayo Mina San!,
Ogenki  deská?
 
Sexta feira 01/10/2010 às 21.00 Horas no Canal por assinatura History Channel, passara o documentario Os Samurais.
Mark Dacascos, ator e campeão de artes marciais, explora a história de Miyamoto Musashi, o samurai mais famoso de todos os tempos, fazendo com que este especial de duas horas seja uma viagem através da história do Japão.
Seguindo os passos de Musashi, Mark aprende tudo sobre a cultura samurai, treinando inclusive com o armamento e a sabedoria destes guerreiros japoneses. Toda a ação é vivida através de imagens computadorizadas de última geração.
 
Ocêuaní marimachitá.

Surpresa!!! Sempai Wenzel em Brasilia!!!

por Otávio - DF/Brasília - 20-Sep-2010

Konban wa Mina San,
 
Estou escrevendo este e-mail para registrar, de forma muito sucinta, que foi um grande prazer poder treinar com o Sempai Wenzel no Sábado de manhã. Foi uma visita surpresa, na qual os alunos de Taguatinga foram agraciados pela presença do Sempai.
 
O Sempai treinou Jo, Iai e Ken (Keiko), e posso dizer que foi indescritivel! os detalhes tecnicos no Iai, do Jo, e a energia do Keiko impregnaram a todos! Uma energia muito forte e boa, que somente quem bebe perto da fonte possui!!! Quem estava lá sabe o que estou falando!
 
Isso vale para sempre nos lembrarmos para irmos sempre pro treino sem expectativas, pode ser que tenhamos um treino sem "novidades", e pode ser que tenhamos um treino completamente diferente!
 
Domo Arigato Sempai Wenzel, Sempai Ricardo e Sempai Patrick, pela grata surpresa do treino neste sábado!
 
Sayonara

Tags: Visita,
comments   2 of 2

Andrade - Taguatinga-DFTambém achei uma grande surpresa, já que no dia em questão iríamos ver alguns filmes e ao invés disso, podemos aproveitar a estadia do senpai Wenzel com bastante treino e ainda levar algumas broncas do senpai Patrick.
Domo arigato Senpai Wenzel, Sempai R (Continues)

Furtado - Taguatinga-DFCom certeza foi uma grande surpresa para todos e agradeço muito, assim como o Otávio disse, indescritível. Detalhes que ficaram na memória.

Domo arigato Senpai Wenzel e Niten-DF por mais está oportunidade.
(Continues)

Yakuza 3

por Ricardo - PR/Ponta Grossa - 14-Sep-2010

"Os dois primeiros ``Yakuza`` são um drama adulto que tinha a máfia japonesa nos tempos atuais como pano de fundo.
Mas o terceiro episódio da série volta 400 anos no tempo, em plena época dos samurais. Mais precisamente, se passa em 1605, cinco anos após a batalha de Sekigahara, que definiu a sorte para quem seria o último xogum do Japão: Ieyasu Tokugawa.

Assim como nos games anteriores, o cenário é de uma cidade com vida noturna agitada, no caso, Kioto. O protagonista tem quase o mesmo nome dos antecessores: Kazumanosuke Kiryu. Mas ele também atende por Musashi Miyamoto, homônimo do mais famoso samurai da história.

Kazumanosuke é um ``bon vivant``, que adora jogos e mulheres, e vive de prestar todo tipo de serviço, mediante pagamento. Certo dia, uma garota de nome Haruka pede os préstimos do protagonista. A missão é matar o outro Musashi.

O game também traz outros personagens de nomes históricos, como Kojiro Sasaki, o eterno rival de Musashi, além de algumas figuras conhecidas dos episódios anteriores, como Majima. Atores emprestaram suas vozes e seus rostos para muito dos personagens coadjuvantes.

Novamente, a cidade tem um papel fundamental no jogo. Como os anteriores, esforços foram empregados para torná-la verossímil. Existe uma grande quantidade de estabelecimentos, como casas de jogos, bordéis e restaurantes. Tudo no estilo da era dos samurais.

Os combates ganharam mais variação, pois, além de lutar com as mãos vazias, Kazumanosuke pode usar uma ou duas espadas, além de uma lâmina gigante. Em determinadas situações, pode-se usar golpes mais brutais.

Novos movimentos são ensinados em academias de artes marciais, mas, agora, a exploração do cenário e a observação do cotidiano podem dar idéias de golpes. Por exemplo, ao ver um cachorro pegando um osso no ar, o personagem escreve um poema e adquire um novo golpe.

Além da aventura principal, a Sega pretende colocar cerca de cem histórias paralelas.``  Uol Jogos

Sentimentos

por Vasco - SP/São Paulo - 03-Sep-2010

Konichiwa,

Gostaria de transmitir meus sentimentos a respeito do Niten.
Sou aluno de SP e a cada dia que passa percebo o quanto o instituto faz bem para o espírito. A convivência com os companheiros de espada, os senpais e sensei só revigora cada vez mais a honra, lealdade,. Os ensinamentos e doutrinas do bushido que estou levando também para fora do dojo só estão me fazendo ser uma pessoa melhor.

Agradeço a todos pela amizade e ao Niten por abrir estas portas!

Arigato Gosaimashita

'O Brasil é o paraíso', diz sobrevivente da bomba

por Patrícia - SP/Campinas - 06-Aug-2010

Acordei hoje, dia 06 de agosto de 2010 e já fiz uma prece aos que se foram por causa da bomba atômica, há exatamente 65 anos atrás no Japão.

Cheguei em meu ambiente de trabalho e assim que tive acesso à internet, me deparo com essa notícia:
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/08/o-brasil-e-o-paraiso-diz-sobrevivente-da-bomba-de-hiroshima.html

Realmente, temos de agradecer pelas coisas boas que nosso país tem.
De acordo com a notícia, o sr. Morita disse que ``Aqui no país é bem melhor.
Essa é a verdade. Quando saí do Japão estava doente da bomba atômica. Quando cheguei no Brasil acabou. A terra e o clima são muito bons, as pessoas, tudo. É o paraíso mesmo, aqui no Brasil``.

Como samurais, deveríamos utilizar o dia de hoje e até mesmo no gashuku para nos colocarmos no lugar das vítimas da bomba de Hiroshima e de Nagasaki.
Omoyari sempre.
E, conforme constou como post no twitter do Niten:
"Se fosse definir em poucas palavras o que é fazer o bem, eu diria que é suportar o sofrimento. #Hagakure"

Mito de Peter Pan

por Oguri - SP/São Paulo - 02-Aug-2010

Em minha tenra infância, certo dia minha mãe me levou ao cinema no centro de São Paulo, naquela época a TV era Preto e Branco e os cinemas ficavam na Av. São João e Av Ipiranga e o ônibus parava no Anhangabaú...
Assistimos ao desenho de Peter Pan, ficou em minha mente somente a batalha de Peter Pan contra o Capitão Gancho com sua Grande Espada e com o Gancho no lugar da mão, ai que medo...
por varios dias indaguei minha mãe sobre como pode Peter Pan usando um PUNHAL vencer o Capitão Gancho com ESPADA e GANCHO!!!, e a resposta era simplesmente ``CORAGEM``

Lembrei me desta passagem após um Shiai contra o Sempai Fujita empunhando somente a Kodachi, nesta oportunidade pude realmente sentir como o Ki (coragem) do Fujita minou a vantagem do tamanho de minha Shinai.

Em nossa vida, na maioria das vezes procuramos nos armar até os dentes antes do combate, tudo bem, mas temos que saber que, o que realmente vai fazer a diferença é o KI.

Domo Arigato

Aula de ginastica com tecnicas samurais

por Pinheiro - AM/ - 12-Jul-2010

Konbanwa,
Gostaria de compartilhar uma reportagem que vi nesta ultima sexta-feira, dia 09/07, no Jornal Nacional sobre uma aula de ginastica utilizando a katana, ministrada no Japão.
E gostaria tambem de uma opiniao dos sempais e espero que do sensei tambem, assim como, claro, de todos do instituto.
Aqui esta o link da repostagem:

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2010/07/gordura-e-combatida-com-golpes-de-samurai-no-japao.html
 
Sayounara,
 

Tags: Imprensa,
comments   1 of 1

Brenda - São PauloO Sensei Comentou sobre o Vídeo no Café de Hoje:
Katana Emagrece
http://www.niten.org.br/cafecomsensei/2010/07jul/katana-emagrece (Continues)

100 anos de Kurosawa

por Brenda-Adm - Niten - 06-Jul-2010

Konichiwa""
Hoje Resolvi falar de Cinema.
Por que descobri que esse ano Comemora-se o centenário de Akira Kurosawa.
Kurosawa dedicou sua carreira como diretor, Lançou vários Filmes com a temática Samurai.
Filmes que muitas vezes são comentados  pelo Sensei nos Momentos de Ouro.

Kurosawa Ganhou os maiores prêmios do mundo:
- a Palma de Ouro em Cannes, o Oscar de Hollywood.
Nasceu no dia 23 de Março de 1910, em Tóquio. Faleceu no dia 6 de Setembro de 1998,consagrado como um dos maiores artistas do cinema.

O filme japonês Os Sete Samurais, de Akira Kurosawa, é o primeiro lugar da mais recente lista da revista Empire
Com os melhores filmes que não vieram de Hollywood,
Que não são falados em língua inglesa. A Lista tem no total, 100 selecionados.
Veja a Lista

Que tal celebrar os 100 Anos de Kurosawa Assistindo: Os Sete Samurais de 1954, Ran de 1985 ou Sanjuro de 1962.

 


Akira Kurosawa

Tags: Cinema,
comments   3 of 3

Alejandro Donoso - Santiago de ChileOnegai shimassu.. ``Siete Samurais`` de A. Kurosawa es sin duda una de las más grandes peliculas del género chambara. Es parte de mi colección particular de películas de samurais. Quisiera nombrar también, por sobresalientes, las clásicas ``Rashomon``, `` (Continues)

oguri - sao paulotempos de férias, sair da rotina, viajar...
grande oportunidade para relaxar e refletir...

minha forte recomendação de Kurossawa:
``Derzu Uzala``

Se voce vai ao gashuko de inverno, não deixe de assistir. (Continues)

Wenzel - São Paulo``Derzu Uzala`` , filme de outro tempo e adiante de seu tempo.
Nada como rever no ano do Tigre.
(Continues)



Last posts:


topo

Niten Institute International
+55 11 94294-8956
contact@niten.org