Ir para o Conteúdo

Newsboard


Tag  Arte-Alunos        Return to all Posts

Kusunoki Masashige

por Luciana Lebel - RJ/Tijuca - 27-Jun-2012


Imagem digital sobre estátua de Kusunoki Masashige. Criação Luciana Lebel


Buscando imagens relacionadas a samurai para criar uma arte digital, acabei encontrando a foto desta bela estátua que fica em Tóquio. A impressão que tive é de estar olhando para um verdadeiro samurai do Japão antigo, a imponência, o movimento do cavalo, a estética da armadura, tudo perfeito. Transmite bravura, honra e fúria. E por ser algo esculpido, 3D, salta aos olhos das imagens clássicas que observamos pintadas. Em várias fotos tiradas por turistas desta mesma estátua, observada de diversos ângulos, é um samurai completo como o dos ideais. Uma obra de arte e um símbolo incrível.
 
Naturalmente eu ia querer saber quem era esse guerreiro retratado. E então, em meio às pesquisas, conheci a história de Kusunoki Masashige (1294-1336), símbolo de lealdade para o povo japonês.

Kusunoki Masashige foi um samurai do século XIV que lutou pelo imperador Go-Daigo em sua tentativa de retomar o poder das mãos do xogunato Kamakura e élembrado atéhoje como o representante ideal da lealdade dos samurais.
Tático e estrategista brilhante, a astuciosa defesa das duas fortalezas chave, Akasaka e Chihaya, ajudaram Go-Daigo a retomar o poder. Entretanto, um dos generais legalistas, Ashikaga Takauji, traiu Go-Daigo e liderou um exército contra Kusunoki e os demais legalistas. Kusunoki sugeriu ao Imperador que eles se refugiassem no sagrado Monte Hiei, permitindo que Takauji tomasse Tókio. Apenas para descer da montanha em um ataque fulminante e, numa emboscada perfeita, prender Takauji nos limites da cidade e destruí-lo.
Mas Go-Daigo não queria abandonar sua capital e insistiu para que Kusunoki combatesse as forças de Takauji, muito superiores. O samurai, no que foi considerado depois um último ato de lealdade fantástico, obediente aceitou a ordem do imperador. Deixou com seu jovem filho Masatsura um poema de despedida e partiu sabendo que não ia retornar. A batalha, como ele previa, foi um completo fracasso. Kusunoki junto com o irmão mais novo cometeu o seppuku. De acordo com a lenda, pouco antes o irmão de Kusunoki, Masasue disse: Shichisei Hōkoku! - Tivesse eu sete vidas para dar ao meu país.
Fonte: en.wikipedia.org/wiki/Kusunoki_Masashige

Observando a história pela ótica da nossa época e cultura, talvez seja mais difícil compreender a lealdade de Kusunoki Masashige sem nos questionarmos seus motivos. Porém, conhecendo a ética do samurai, o bushido é possível intuir sua a escolha de entregar sua vida nesta batalha, mesmo conhecendo seu mais provável desfecho como general estrategista experiente.

Sendo Kusunoki Masashigeum samurai, a desobediência ou a desonra de sua palavra dada ao Imperador iria contrariar o que conhecemos a respeito do bushido e suas virtudes: a honra, a coragem, a lealdade, a reverência, etc  e principalmente o significado da palavra samurai: servir. Negar a isso seria uma deserção da alma do guerreiro, ir contra tudo o que um samurai representa, seu serviço à pátria e sua honra.

Muito tempo depois, na Segunda Guerra Mundial Kusunoki Masashige foi nomeado o patrono dos kamikazes. Houve um resgate do espírito samurai e o general tornou-se um símbolo.

Atualmente, a estátua que o homenageia fica em frente ao Palácio Imperial em Tóquio, onde podemos ver a escultura de Kusunoki Masashige montado em seu cavalo, como um guardião. Poderia ser apenas uma estátua, mas seu significado é poderoso, lembrando a todos que o espírito do samurai está latente, pronto para ser despertado frente a qualquer crise que trouxerem os tempos, como uma estátua que ganha vida.

Tags: Arte-Alunos,


Tag  Arte-Alunos        Return to last Posts


    topo

    Niten Institute International
    +55 11 94294-8956
    contact@niten.org